AJUDA! Roubo de equipamento

Pessoal, duas gralhas após o evento tiveram seu equipamento roubado no centro de Curitiba.
É muito difícil nos mantermos no esporte sem patrocínio, os equipamentos são caros e bancamos nossas viagens e inscrições nos eventos também.
Qualquer ajuda é válida, não vamos deixar elas na mão!!
Quem puder colaborar participe da nossa vakinha!!

 

Gralhas + Bruxas = Capivaras <3

E hoje é dia de anunciar que estamos nos unindo à Soulless Witches Roller Derby na busca por fortalecer o esporte e conseguir mais apoio e visibilidade na cidade de Curitiba. Estamos já em conversa com a Prefeitura de Curitiba que super querem nos auxiliar com um espaço para treino e quem sabe não conseguimos um pouco mais 🙂
Inicialmente, para não nos desligarmos de nossas primeiras ligas que amamos, passaremos a tratá-las como times. Estamos com treinos individualizados de cada time e treinos mistos.
Agora, mais um bicho entra nessa parada rollerderbyca brasileira, juntos somos a CWB FORCE – Roller Derby, um bando de capivaras doidos para receberem visitas!

CWB Force – Curitiba Roller Derby


PS: Tá faltando muita gente nessa foto aí!! =]
PS2: página e logo em desenvolvimento ainda, mas tá aí pra todo mundo saber o que rolou por aqui ❤

Que 2015 seja incrível!

Roller Derby = união ♥

Depois de toda a turbulência de julho, entre problemas e eventos, chegou agosto e tivemos o susto de uma gralha veterana ter todo o seu equipamento roubado. O segundo semestre não começou fácil pra gente, mas essas coisas só nós mostraram mais uma vez a importância da união que encontramos no Roller Derby, e pontuamos algumas coisas observadas:

1.      Como nossa liga ficou mais unida!

A mobilização de toda nossa equipe em prol da fabricação e venda dos docinhos para ajudar nossa gralha a repor seu equipamento e da vakinha criada mostraram o quanto nossa equipe está mais consolidada e forte, no melhor sentido da palavra EQUIPE. Onde uma ajuda a outra no que puder e como puder. A competição é o que cada uma trava consigo mesma, tentando sempre se superar e crescer e ajudar as outras a fazerem o mesmo.

2.       Como a Comunidade Derby é foda!

Desde as pessoas que compartilharam os links [foram muitos os compartilhamentos] e as meninas que doaram equipamentos, como a Paula das Black Hearts e as meninas das Ladies of Hell Town, tivemos também contribuição internacional do João Venda e da Filipa Paes de Lisboa e a Roxane da Worcester mesmo de longe se mobilizou. Um super agradecimento a todos vocês que nos ajudaram, sejam com doações ou compartilhando os links do roubo e da vaquinha! ♥

3.      Como há apoio em Curitiba, sim! 

O The Peppers Bar – que já havia nos cedido camarote e liberado nossas entradas para comemorarmos nosso 1 de liga em junho, nos autorizando a passar videos de derby e promocionais da liga além de podermos circular de patins por lá – nos apoiou mais uma vez nesse momento nos deixando vender nossos doces e ainda comprando cupcakes! Um super obrigada especial ao Raffa!

Todas as Blue Jays, em especial nossa veterana Estela, agradecem a toda essa mobilização, ficamos muito emocionadas e logo logo nossa gralha estará equipada novamente e nos representará lindamente no Brasileirão!

Voa Estela!

5 conselhos de ouro para quem quer se dar bem no Roller Derby

1- Não é falando mal de outro time existente que você conseguirá que o seu time cresça e vá pra frente. Ao invés disso, treine muito, e faça coisas construtivas para divulgar o esporte. Vá com seu time para participar de eventos públicos e privados, jogos, demo bouts, bootcamps, intercâmbios etc. Lembre-se que o Roller Derby é uma comunidade internacional com tradição de camaradagem e ajuda mútua entre as ligas.

2- É “equipe” e não “euquipe”. Trabalho em equipe significa que as decisões tomadas serão para o bem do time como um todo, e não somente para o seu bem-estar e promoção pessoal.

3- Evite fazer fofocas negativas e criar inimizades entre as suas colegas de time, ou reforçar possíveis boatos de rixas entre equipes – isso vale também pra certos repórteres que distorcem entrevistas com atletas! Isso só traz uma imagem negativa para o esporte no país, fazendo as pessoas pensarem que roller derby não é sério, ou que é “um esporte de mulher fofoqueira e cheio de inimizades”.

4- Compareça ao máximo de treinos possível – isso tornará você e sua equipe mais unidas.

5- Troque experiências positivas, dicas e sempre esteja disposta a compartilhar informação, bem como receber informação compartilhada. Lembre-se, você não sabe tudo e pode aprender com pessoas mais experientes. Ter humildade é um passo importante para poder aprender mais.

Um beijo das gralhas!